22/04/2008

Vendem-se cromos de caramelos

 

os grandes ases do futebol portugues santa nostalgia

cromos de caramelos benfica santa nostalgia

Actualmente o panorama das edições e venda de cromos de futebol em Portugal está condenado aos malefícios de um monopólio detido pela multinacional Panini. Mercê de um acordo iniciado nos anos 90 com o sindicato dos futebolistas, as inúmeras editoras portuguesas existentes até então (Agência Portuguesa de Revistas, Mabilgráfica, Manil, Clube do Cromo, Francisco Más, Sorcácius, Acrópole, António G. Silva, etc) , com forte actividade sobretudo nos anos 70/80, acabaram por se extinguir pelo que os coleccionadores de cromos têm que se confirmar agora com uma edição anual, para além das referentes à competição UEFA - Champions League e às do Euro e Mundial, de dois em dois anos. A riqueza da diversidade foi arrumada, valendo apenas algumas intromissões dos jornais desportivos, mas sempre com outros formatos e quase sempre restringidos aos "três grandes" (Benfica, Sporting e FC Porto).

Felizmente, para o legado do coleccionismo de cromos no nosso país, nem sempre foi assim pelo que dos anos 90 para baixo existem muitas edições, produzidas por também múltiplas editoras. É certo que nem sempre com padrões de qualidade e de formato, mas os meios gráficos também eram outros que não hoje. Contudo, mesmo assim, são objectos de culto que qualquer collecionador gosta de possuir e admirar.

Entre o leque amplo de cadernetas de cromos de futebol, as clássicas cadernetas de cromos de caramelos, são hoje objectos de apreciada estima, tão procurados quanto raros. Publicaram-se regularmente até ao início dos anos 70, quase sempre associadas a fábricas ou casas de confeitaria (Universal, Francesa, Victória, Altesa), já que os cromos eram distribuídos na forma de embrulho de rebuçados de caramelos. Esta prática extinguiu-se com o aparecimento dos cromos surpresa, dentro de saquetas e mais tarde pelos cromos auto-colantes, como sucede ainda hoje.

As cadernetas de cromos de caramelos são raras pelo óbvio factor da sua antiguidade (predominância nos anos 50 e 60) e ainda porque as mesmas depois de completas eram devolvidas no ponto de venda a troco de um brinde, normalmente uma bola de borracha. Esta prática, muito comum nas edições de caramelos, tornou-se assim num factor de raridade. As poucas que existem são quase sempre incompletas, faltando principalmente o chamado cromo carimbado, que dava franquia ao recebimento do prémio. Por outro lado, os tempos eram outros, e mesmo custando tostões, os cromos eram um artigo a que nem todas as crianças conseguiam chegar, para além da dificuldade de distribuição fora das cidades e vilas. Hoje de facto são raras e valiosas, mas mesmo assim demasiado inflacionadas pelo interesse despertado  e divulgado ao nível da Internet. No meio de todo este interesse de coleccionadores, há também muitos oportunistas e gente pouco séria, não hesitando em veder "gato por lebre", recorrendo a fotocópias a laser, enganando os menos conhecedores (um dia destes divulgaremos aqui os nomes de alguns oportunistas e vigaristas da nossa praça).

Esta caderneta, "Os grandes ases do futebol português", da época de 72/73, uma edição da Universal, foi uma das primeiras colecções de cromos que coleccionei. Tenho várias colecções de cromos de caramelos, algumas repetidas, e cerca de duas centenas de cadernetas de cromos de futebol e outras tantas de cromos extra-futebol, outrora designadas de didácticas.

Infelizmente, a componente de cultura geral, muito forte nos anos 60 e 70,  acabou há muito nos cromos e actualmente a temática das edições da Panini e da inglesa Merlin, são basicamente do mundo do espectáculo, do cinema e dos filmes de animação e séries da TV, muito mediáticas mas pouco ou nada instrutivas.

Sinais dos tempos e tendências.

Voltaremos sem dúvida ao tema dos cromos e cadernetas.

5 comentários:

  1. DESDE JÁ FELICITO O AUTOR DESTE BLOG POIS ESTÁ IMPECÁVEL.
    SOU COLECCIONADOR DE CADERNETAS DE FUTEBOL E TENHO PERTO DE 2 CENTENAS.
    GOSTARIA DE SABER SE TEM CROMOS OU CADERNETAS PARA VENDA E O QUE TEM DOS CARAMELOS.

    Um abraço

    José Coelho

    jeffreycoelho@hotmail.com

    ResponderEliminar
  2. DESDE JÁ FELICITO O AUTOR DESTE BLOG POIS ESTÁ IMPECÁVEL.
    SOU COLECCIONADOR DE CADERNETAS DE FUTEBOL E TENHO PERTO DE 2 CENTENAS.
    GOSTARIA DE SABER SE TEM CROMOS OU CADERNETAS PARA VENDA E O QUE TEM DOS CARAMELOS.

    Um abraço

    José Coelho

    jeffreycoelho@hotmail.com

    ResponderEliminar
  3. Parabéns pelo seu blog.
    Como coleccionador de cromos "de caramelos" estou sempre interessado em troca de informações ou de cromos/ cadernetas.

    vida.ff@gmail.com



    http://cromos-de-caramelos.blogspot.com

    ResponderEliminar
  4. A descoberta acidental deste blog fez-me fazer as malas em direcção à casa de família onde cresci. De repente lembrei-me das minhas cadernetas de cromos e percebi que são importantes, talvez por esse motivo me lembre ainda da história das descobertas (se não me engano....) uma colecção de 180 cromos que durante muito tempo tentei completar sem êxito.

    Só espero que ainda existam.

    ResponderEliminar
  5. Vendo cromo do eusébio supra apresentado.
    Aceito ofertas!

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: