15/06/2008

A Pedra Branca - Série TV



Hoje trago à memória a série de TV "A Pedra Branca". No original "Den Vita Stenen", foi realizada na Suécia, e exibida pelo canal local SVT em 1973 e constava de 13 episódios com duração de 30 minutos.
Entre nós passou na RTP poucos anos mais tarde, mas creio que ainda nessa década, e  aos sábados, a seguir ao almoço. Teve assinalável êxito na Suécia mas também em Portugal, Noruega, Espanha, França, Alemanha e Holanda, entre outros.

A série foi baseada no livro infantil de autoria da escritora Gunnel Linde, datado de 1963.

Era a história de dois amigos (um rapaz e uma rapariga, com idades de 10 anos), oriundos de diferentes classes sociais. Ela menina rica e ele menino pobre. A menina chamava-se Fia e o rapaz Hampus. Eram interpretados por Ulf Hasseltorp (ele) e Julia  Hede-wilkens (ela).

A história decorre nos anos de 1930 numa vila do interior. Fia é filha da senhora Petterson, uma melancólica professora de piano, por sua vez filha de um juiz.
A vivência na casa da família é marcada pela personalidade forte e pouco simpática da governanta Malin.
Num certo Verão, Hampus chega à aldeia com a sua família,seu padrasto, um sapateiro pobre, sua esposa e seis irmãos.
Hampus é pouco acarinhado pelos membros da sua família, que o chamam de estúpido e o culpam constantemente dos seus problemas, que os levam a mudar de residência com frequência.
Por sua vez Fia também vive num mundo muito próprio, pois na escola é provocada e marginalizada pelas colegas, com acusações de que tem uma mãe inútil e preguiçosa e que só sabe tocar piano. Em casa é muito reprimida pela governanta.

Ambos, em especial a menina, eram muito introvertidos e viviam à margem de todas as restantes crianças, sempre num jogo de mistério e encanto mas com toda a carga dramática decorrente dos seus diferentes estatutos sociais, espartilhados pelos adultos, no caso de Fia principalmente pela governanta da casa, que assim vivia num ambiente de recolhimento, sempre longe das outras crianças.

Certo é que estas duas crianças, num certo sentido solitárias e marginalizadas pelos contextos familiares e escolar, acabam por travar uma amizade muito especial, em que a pedrinha branca assume uma ligação de fantasia, coragem, aventura e lealdade.

Neste contexto o enredo decorria à volta de uma pedrinha branca, tipo um seixo do rio ou do mar, e que para ser conquistada por um dos dois amigos cada um deles tinha que realizar uma determinada situação, superar uma prova, um pouco à semelhança do jogo "Verdade ou Consequência". Para além do mais recordo ainda que aquele desafio em que Fia não podia falar em circunstância alguma durante um dia, o que originava algumas situações caricatas e embaraçosas para todos. Também o desafio em que Hampus teve que pintar uma careta no sino da igreja local. 

Recordo também o genérico de abertura e a sua linda música. Melancólica mas profunda e que pautava toda a trama. A menina tinha a pedra branca na mão e depois afagava-a no rosto. Lindo e terno.


Lista de intérpretes e personagens:

Julia Hede Wilkens - Fia 
Ulf Hasseltorp - Hampus
Ulf G. Johansson - Häradshövdingen - Juíz
Betty Tuvén - Tant Malin
Monica Nordquist - Fru Pettersson
Håkan Serner - Skomakaren
Maj-Britt Lindholm - Skomakarfrun
Ingemar Hasseltorp - Henning
Cecilia Nilsson - Eivor
Gunilla Söderholm - Siri
Ann-Charlotte Lithman - Nanna
Joakim Rundberg - Ture
Robert Rundberg - Lulle
Fanny Gjörup - Britta
Börje Mellvig - Livsmedelshandlaren
Eva Dahlqvist - Essay
Pia Skagermark - Solbritt
Björn Gustafson - Bagare Emilsson
Ove Tjernberg - Farornas Konung
Willy Peters - Doktorn




Fia com sua mãe

stenen1


Os dois amigos actualmente. Porque os anos não perdoam




Extracto do genérico de abertura

28 comentários:

  1. ...lembro-me muito bem da Fia... acho que soava a Pia.. o que, na altura, considerava muito impróprio para nome.. :-)

    ResponderEliminar
  2. Obr.do pelo comentário.
    Na verdade Pia seria um nome algo esquisito. Fia, no original também não é grande coisa.
    Serve tudo isto, no entanto, para se verificar que na televisão portuguesa nunca houve uma forte tradição de se alterar os nomes das personagens das séries estrangeiras, mantendo-se quase sempre os nomes originais, o que não acontecia por exemplo na França, na Espanha e até em Itália. No caso da França, nesta série as duas crianças tinham os nomes de Jean-Paul e Florence.

    ResponderEliminar
  3. Ao abrir este site mergulhei literalmente na minha infância, recordei-me da famosa pedra que me levou a iniciar a minha colecção de pedras, recordou-me a simplicidade e a ternura da infância, saudades...aquele chorão ainda me chama para me esconder debaixo dos seus ramos.

    ResponderEliminar
  4. Vinha mesmo à procura de quem se lembrasse da pedra branca... Eu também devia ter uns 11 anos e tentava não perder nenhum episódio. Lembro-me de que a maior parte dos meus colegas não gostava, talvez por ser "de poucas palavras", mas eu achava a "Pia" uma querida. Obrigado pela recordação!

    ResponderEliminar
  5. lembro-me muito bem desta série e fartei-me de a procurar, para ver se a adquiria. Por acaso alguem sabe se foi editada em vhs ou dvd? obrigada

    ResponderEliminar
  6. Vi maqui trazida pelos Pequenos Vagabundos e encontrei a Pedra Branca! Lembro-me dela mas nã ome lembro grande coisa da história. Também me lembro da menina como Pia e não esqueço a grande árvore. Obrigada pela partilha, há aqui coisas tão giras! MJ

    ResponderEliminar
  7. A Pedra Branca faz parte da minha infância. Aquela pedrinha branca fazia-me ter vontade de a tocar e a acariciar como fazia a menina. Que saudades dessa série!

    ResponderEliminar
  8. Também eu me lembro da Pedra Branca! Tinha chegado de Moçambique e o estigma de "retornada" atormentava a minha meninice. Que saudades desta série e de Paul et Virginie!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É bom saber que há mais alguém também a recordar-se do Paulo e Virginia. Acho que até hoje não encontrei ninguém que se lembre de ter visto também.Era de longe a minha série preferida.

      Eliminar
  9. Excelente recordação. Desde a sua emissão na RTP, nunca mais tinha ouvido falar desta série e da bela melodia que se entranhou em mim. Graças a esta mensagem, segui os links e fiquei a saber que é um tema de Bengt Hallberg, um músico de Jazz. Muito obrigado por partilhar estas memórias!

    ResponderEliminar
  10. Também eu me lembro da série "Paul et Virginie". O fascínio por essa língua foi tanto que acabei por me licenciar em Línguas e Literaturas Modernas, variante de Português -Francês. Que saudades desses tempos! Que bela infância sem Hannas Montanas e afins...

    ResponderEliminar
  11. Hoje não sei porque razão lembrei-me desta série que também pertenceu à minha infância e vim pesquizar a ver o que encontrava... que maravilha ter descoberto esta publicação... adorei!!!
    Tambem tenho andado à procura dum filme mais ou menos do mesmo tempo que era sobre umas raparigas que subiam uma montanha (creio que eram de um colegio e subiam em camisas de dormir brancas e esvoaçantes) e acontecia alguma coisa lá em cima quando elas subiam porque ficavam em transe, acho que também tinha alguma ligação a pedras... alguém se lembra?

    ResponderEliminar
  12. Sandra Paulino10/04/13, 12:02

    Há milhares de anos que falo nesta série a amigos e ninguém se lembra de ver... Obrigado pela "memória"... :)

    ResponderEliminar
  13. O estranho nome de Fia vinha de Ina Vendela de Sofia. Pelo menos é o que me lembro.

    ResponderEliminar
  14. Lembro-me também eu desta serie que marcou a minha infancia, esta as dos Pequenos Vagabundos e uma outra de marinheiros e piratas que não me lembro do nome agora que habitualmente davam na RTP1 durante as nossas férias grandes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Seria os " Dois anos de Férias" ou qq coisa como a Ilha do Tesouro ou Ilha perdida"?..

      Eliminar
  15. Obrigada!!!! pensava que não ia encontrar nada sobre esta série, nenhum dos meus amigos se lembra. E "O clube do Ferro Velho"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha afinal nao sou so eu que melembro do clube do ferro velho.E da serie Circo?era em espanhol da mesma altura

      Eliminar
    2. Lembro- me bem do Clube do Ferro Velho, da Pedra Branca, Paulo e Virgínia, Daniel Boone,Lassie, Skippy...mas o meu filme mágico é mesmo " Os Pequenos Vagabundos" !!

      Eliminar
  16. Bem podiamos criar um clube de fãs desta sérieporque somos poucos e especiais! ehehhe

    ResponderEliminar
  17. Esta serie penso que passava na rtp nos meados de 70 , as terças feiras antes do telejornal ( do Fernando Basilnha ), lembrar tambem de paulo e virginia, flecha negra, pequenos vagabundos, sandokan , mar vermelho , e uma outra que nao recordo o nome , que se passava na guerra da independencia dos EUA

    ResponderEliminar
  18. Tantas lembranças da infância... Eu adorava isto! Ainda hoje apanho pedrinhas brancas na praia e dou-as à minha mulher.

    ResponderEliminar
  19. Onde posso encontrar episódios da Pedra Branca? Fas-me lembrar da minha infância. Também adorava!!

    ResponderEliminar
  20. Boa noite
    Foi de facto uma linda série de TV de que eu tenho de memória de criança.
    De vez em quando falamos em casa das nossas memórias de crianças e vem me sempre à mente esta pequenina história e numca esquecerei.
    PS:estou a recordar esta história por a minha filha ter encontrado uma pedra e a ter trazido para casa.

    ResponderEliminar
  21. Muito obrigada pela lembrança. Ainda me lembro da música como se fosse hoje, mas não sabia os detalhes. Ninguém se lembra... Agradeço a memória inesquecível dos sábados de manhã, tal como os pequenos vagabundos ou os cinco.

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.