01/06/2008

Vickie o Viking

 

wickie 1

wickie 3

Vickie, o Viking, foi uma das séries de animação passadas na nossa RTP, na década de 70, que mais memórias deixou.
Vickie era um rapazinho alegre e inteligente, filho de Halvar, chefe da aldeia viking de Flake, e Ilda, sua mulher. Devido à sua astúcia e inteligência, o pequeno viking cedo começou a acompanhar o pai e os seus guerreiros em algumas das suas expedições e aventuras, apesar da opinião contrária da sua mãe, Ilda, no papel de mãe galinha, equilibra e sensata.
Uma das características do Vickie era a solução que ele engendrava sempre que uma determinada situação se apresentava complexa e de difícil para seu pai e para o resto dos vikings. Então ele pensava, pensava, ...esfregava o nariz e a ideia surgia-lhe. Depois era só o tempo necessário para a mesma ser posta em prática e, pronto, tudo acabava em bem e o episódio tinha um final feliz.


Para além do próprio Vickie e seus pais, a série contava com várias personagens, todas elas divertidas e carismáticas: A amiga de Vickie, Ilvy, Gilby, o seu rival, Ulme, o músico, com a sua inseparável harpa, o alegre Gorm, os inseparáveis e casmurros amigos Snorre e Tjur, o bom gigante Fax, Urobe, o ancião e na parte dos inimigos o terrível Sven.
Para além de Vickie, a figura mais forte e omnipresente era seu pai, Halvar, sempre num papel de chefe sabichão, terrível e fanfarrão mas que no fundo era um coração bola de manteiga, sempre posto na linha pela sua cara-metada Ilda. Fartava-se de se meter em trapalhadas que o filho, com a sua astúcia e inteligência sempre acabava por resolver.


Vickie o viking nasceu a partir de uma série de livros infantis de autoria do sueco Runer Jonsson. Posteriormente foi adaptdo para televisão pela televisão alemã e austríaca e um estúdio de animação japonês, sendo produzida entre 72 e 74. Entre nós a série apareceu precisamente em 1974. Mais recentemente, recordo-me de ter passado novamente há dois ou três anos e sei que foi bem acolhida pela criançada pelo que há coisas que são intemporais e permanecem positivamente na nossas profundas memórias e nostalgias.
Para além de toda a envolvência da série, a música de abertura e o respectivo genérico ficaram sempre bem vivos. Como memória palpável guardo uma caderneta de 210 cromos, editada em 1975 pela Disvenda, que conta a história da caçada aos lobos e que o pequeno Vickie venceu pela astúcia.

wickie 2

vickie i viking 1

3 comentários:

  1. Também tenho essa caderneta do Vickie e recordo-me de que a série era transmitida em alemão e com legendas. Mesmo sem entender uma única palavra sempre apreciei bastante as aventuras do Vickie. Parece-me que uma versão revista e actualizada poderia ter novamente imenso sucesso.

    ResponderEliminar
  2. Santa Nostalgia18/05/09, 10:52

    @LSO:

    ...sem dúvida. Creio que mesmo passando no formato original teria ainda sucesso, aliás como aconteceu há ainda pouco tempo com a reposição, creio que no canal 2, mais ou menos à hora do almoço.

    ResponderEliminar
  3. se me lembro... coleccionava os cromos (eram a cores! :))) e ainda tenho o single da música.

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: