11/08/2008

Panini - O mundo dos cromos - II

 

A Panini em Portugal esteve ligada à empresa Agência Portuguesa de Revistas (já extinta), mantendo-se essa parceria durante vários anos, desde meados dos anos 70, prosseguindo pela década de 80. Nesse período a APR distribuiu várias colecções da Panini,  com temas extra-futebol, ligados à televisão e cinema e de modo especial à animação, proveniente das produções da Disney, como "Papuça e Dentuça", "Os Aristogatos" e outras como "O Abismo Negro".

A introdução da Panini no segmento do futebol português aconteceu em 1981/1982, ainda com a parceria da Agência Portuguesa de Revistas, procurando esta preencher uma lacuna editorial abandonada no início dos anos 70, com a publicação da caderneta "Equipas de Futebol dos Clubes da I Divisão - Época 71/72". A edição deste novo arranque designou-se de Futebol 82.

A avaliar pelo editorial da caderneta, augurava-se uma parceria com grande futuro, mas parece que essas perspectivas não passaram de boas intenções. A própria gaffe do editorial que designa a parceira como Paganini, deixava adivinhar o curto reinado da dupla editorial. Paralelamente a Panini vivia dificuldades e incertezas internas no que coincidiu com o declínio da Agência Portuguesa de Revistas.

No entanto, prometendo um bom começo, logo a seguir à Futebol 82, a experiência ao nível do futebol foi repetida nos anos seguintes com a Futebol 83 e a Futebol 83/84, estas já com uma nítida quebra de qualidade deixando adivinhar o fim da parceria, o que de facto aconteceu.

Depois de um interregno nas edições de futebol, também resultado da tal instabilidade interna e financeira, a Panini celebrou um acordo com o Sindicato dos Jogadores Profissionais de Futebol, adquirindo em exclusivo os direitos da edição oficial do campeonato maior do futebol português. A primeira caderneta de uma nova era no mercado de edição de cromos do futebol nacional, foi a Futebol 91, referente à época futebolística de 90/91.

José Couceiro, presidente do SJPF da altura, dizia que " surge agora a possibilidade de reunir numa colecção de cromos, um arquivo de grande valor, tanto pela qualidade gráfica, como pela informação disponível". Dizia ainda: "No entanto, o mais importante para todos os futebolistas é sem dúvida o reforço da defesa do direito à imagem, que durante tantos anos não foi respeitado, e constantemente sofreu os mais reprováveis abusos por parte de diversos editores".

Quanto à questão da qualidade, a Panini na altura, talvez por critérios economicistas,  não trouxe nada de absolutamente novo, apresentando até uma qualidade global inferior ao que produzia em Itália, para além de que  até aí, nas editoras nacionais, produziram-se boas colecções, com bastante informação, mesmo nos anos 60 e princípios dos anos 70, quando os recursos gráficos estavam anos atrasados comparativamente com os disponíveis no início dos anos 90, como se compreenderá.

Quanto à defesa da imagem dos futebolistas, é verdade que no passado foram produzidas várias edições que graficamente eram muito pobres, mas o problema dos jogadores, mais do que a defesa da sua imagem, era a defesa dos seus interesses, monetários, claro. Tinham certamente esse direito, já que eram eles o fundamento primeiro dos cromos, mas o acordo, que tem permanecido no segredo dos deuses, veio a mostrar-se bastante lesivo para os coleccionadores, fundamentalmente pela morte da concorrência editorial, levando ao apagamento ou mesmo à extinção de várias editoras que ao longo 30 anos produziram cadernetas com bastante diversidade, muitas das quais com elevada qualidade.

parceria apr_panini

- parceria Agência Português da Revistas / Panini

panini os aristogatos

- Caderneta "Os Aristogatos"

apr_panini o abismo negro 

- Caderneta "O Abismo Negro"

apr 71_72 

- Caderneta "Equipas de Futebol de Clubes da I Divisão - Época 71/72, considerada a última colecção de cromos da APR antes da parceria com a Panini, 10 anos depois

apr_panini 81_82

- Caderneta "Fetebol 82", a primeira das três colecções resultantes da parceria Agência Português da Revistas / Panini

apr_panini_82_83

- Futebol 83

apr_panini 83_84

- Futebol 83/84, a última da parceria APR/Panini

parceria apr_panini 02 

(a continuar)

5 comentários:

  1. Mas tem estas cadernetas todas? cheias com os cromos?

    ResponderEliminar
  2. Estas cadernetas em particular? Tenho todas com a excepção das duas últimas, a Futebol 83 e a Futebol 83/84.

    Cumprimentos e apareça sempre.

    Santa Nostalgia

    ResponderEliminar
  3. No seu tempo qual era o mais dificil dos cromos?

    ResponderEliminar
  4. Paulo,
    com tantas colecções é difícil dizer um em particular. pois cada colecção tinha os seus difíceis, que no caso das velhas colecções de cromos de caramelos eram os "carimbados", ou seja os cromos que davam acesso ao prémio mais importante.
    Aqui na minha zona os cromos que ficaram famosos como os mais difíceis eram de uma colecção que falo no Blogue, dos rebuçados Victória, a série Zoológica, e que eram o Bacalhau, a Cobaia e o cabrito, isto no princípio dos anos 70.
    à custa disso até caíu no goto uma máxima que dizia "é mais difícil que o bacalhau".

    Santa Nostalgia

    ResponderEliminar
  5. Caderneta de Cromos - Os Aristogatos-Cromo 266
    Ofereço 4 euros com portes...tem...vende....

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: