04/10/2008

Bolachas Confiança -Tipo Maria

 

bolachas confianca santa nostalgia

bolacha maria santa nostalgia

Hoje em dia existe uma enorme variedade de bolachas, tanto de fabrico nacional como importadas. Há para todos os gostos e feitios, desde as mais elaboradas até às mais simples. Temos as bolachas recheadas com chocolate e pastas de outros sabores como morango e baunilha, bolachas com pepitas de chocolate, bolachas com pedaços de cereais, bolachas altamente calóricas e bolachas mais pobres, recomendadas para quem tem preocupações com a sua linha.

Por outro lado, estão todas acondicionadas em embalagens também mais ou menos sofisticadas, todas graficamente apelativas. Enfim, todo um conjunto de situações adequadas aos modernos hábitos de consumo.

Noutros tempos, porém, quanto a bolachas, havia menos variedade e as embalagens eram muito simples. Recordo, por isso, que a bolacha raínha era a do tipo Maria, ainda hoje muito consumida. Mas recordo sobretudo a forma como eram vendidas. Na mercearia da minha aldeia, vinham embaladas em grandes caixas de cartão, sensivelmente em forma de cubo, talvez com a dimensão de 30 x 30 cm. Assim, as bolachas eram pedidas em quantidade de peso. Por exemplo, 1/4 de quilo, 100 ou 200 gramas. Então a dona da mercearia lá abria a caixa e na parte superior existia um delicado papel vegetal estampado com a marca das bolachas. Quanto a este papel, recordo-me de frequentemente pedir à merceeira que me desse o papel. Claro que ela oferecia mas apenas quando a caixa ficasse vazia, pois o mesmo servia para manter as bolachas bem conservadas, impedindo o excesso de humidade.

Dessas bolachas, havia as normais, mais macias, para os bébés e velhinhos sem dentes, e as torradas, que eram as minhas preferidas. É claro que o tipo de bolacha Maria era muito semelhante ao que ainda hoje se vende, mas quanto ao gosto e aroma...eram incomparáveis. Nessa altura as bolachas eram francamente deliciosas.

Uma das marcas que me recordo, era precisamente a Confiança, bem como a Triunfo.

Quanto à Confiança, a propósito do cartaz publicitário acima publicado, sei que era de Lisboa, também fabricava rebuçados, mas infelizmente não consegui obter grandes informações sobre a sua história, desconhecendo, por isso, se ainda funciona ou se foi agregada a outra empresa ou grupo.

Seja como for, fica aqui partilhada este memória sobre as deliciosas bolachas Confiança, do tipo Maria, vendidas em grandes caixas e revendidas de forma avulsa nas mercearias das nossas aldeias.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: