02/03/2009

Sabonetes Scott´s

 

santa nostalgia sabonete scotts

Este belo poster publicitário, de 1963, refere-se aos sabonetes Scott´s, pelos vistos uma marca de que todos falavam.

Posso estar enganado, mas ainda me recordo deste sabonete entrar na casa de meus pais, pelo menos durante alguns tempos. Não me admiraria, pois, que o meu suave rabinho de criança tivesse sido lavado com este clássico sabonete. Pelo menos aos domingos porque durante a semana seria certamente com vulgar sabão de barra.

O poster apresenta o Scott´s nas versões lavander, fern (fetos?) e transparente. O rótulo indica Londres-Lisboa, pelo que presumo que seria de algum fabricante britânico. Tendo em conta as escassas informações, pode ser uma suposição errada. Mas seria interessante saber em concreto alguns dados sobre o fabricante e se o produto continua ou não a ser fabricado/comercializado.

Seja como for, não deixa de ser um belo poster publicitário.

1 comentário:

  1. Boa noite. É a 1ª vez que comento aqui, e devo dizer que é com muito prazer que tenho seguido este blog, pois sou um apaixonado por publicidade antiga, apesar de só ter nascido em 1989.Tenho duas coisas para escrever, uma que tem a ver com este artigo e outra que não tem.
    A que não tem, é um pedido. Gostava de saber, onde era fabricado o sumo em pó Dawa. Sei que alguns que existiram em Portugal, tinham a palavra Wander, empresa que ainda fabrica o Ovomaltine e a bebida Isostar, por exemplo, e é propietária de uma marca Dawa, salvo erro, só em 3 países: Alemanha, França e Suiça. No entanto o que me faz ter dúvidas, é de que o aspecto gráfico, que essa marca tem, não tem nada a ver com o que existia em Portugal, e o que me faz desconfiar ainda mais, é de que a tal Dawa da Wander, hoje em dia, não tem qualquer tipo de sumo ou refrigerante, nem em pó, nem em líquido, nem em qualquer outro estado físico.
    Finalmente descobri, que os sabonetes Scott's eram fabricados ou importados, fixa a dúvida, pela portuguesa Nally. Desculpe este desabafo.

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

TALVEZ QUEIRA REVER