13/04/2009

Homens, raças e costumes - Caderneta de cromos

 

Das dezenas de cadernetas que coleccionei nos anos 70, e até mesmo nos anos 80, algumas delas ainda estão com os cromos por colar.  Esta situação nem é novidade até porque conheço muitos colegas coleccionadores que não gostavam de colar os cromos preferindo guardá-los em lotes. Pode parecer estranho, mas esta é uma verdade. Desde logo porque nessa época era frequente o verso dos cromos trazer muita informação que se perdia depois de colados. Muitas vezes era dada a indicação de que esses cromos deviam ser colados apenas pela borda superior de modo a permitir o acesso à informação do verso, só que nem todos os coleccionadores assim procediam.

Por conseguinte, também ainda tenho algumas colecções que, por esse ou outros motivos, fui deixando de colar, pelo que aos poucos é uma tarefa que tenho vindo a fazer. No caso dos cromos já em papel autocolante, quem não colou na altura, agora arrisca-se a ter que aplicar cola pois o tempo acabou por secar demasiado o papel, perdendo este as suas capacidades autocolantes.

Neste contexto, aproveitei o facto de hoje, segunda-feira, ter sido para mim um dia de férias, para colar os cromos numa dessas cadernetas. Trata-se da colecção "Homens, raças e costumes", uma edição da Francisco Más, L.da, com distribuição da também produtora de cadernetas, a Disvenda, L.da, não datada, mas quase de certeza de 1976, até porque tenho uma colecção que lhe sucedeu, e que está datada de 1977.

No caso desta colecção em particular, na altura decidi não colar os cromos porque cada um deles trazia nas costas a descrição do mesmo. Para além do mais, estes cromos não são em papel autocolante, pelo que para a sua colagem tem que ser aplicada cola directamente.

Tal como o nome da colecção sugere, a caderneta dá-nos a conhecer as características das diversas raças de povos do mundo, por continentes, seus usos e costumes, desde o vestuário, a alimentação, aspectos sociais, culturais e religiosos.

Esta caderneta, para além do espaço próprio para a colagem dos cromos, tem muito texto descritivo, complementado com gravuras a uma cor, pelo que depois de colados os cromos transforma-se num autêntico livro. Por conseguinte, muita da informação contida no verso dos cromos perde-se mas alguma aparece no texto da caderneta, o qual referencia e contextualiza a maior parte dos cromos.

A caderneta é de grande tamanho (240 x 335 mm), com 48 páginas e 295 cromos de grande formato (90 x 67 mm), sendo que existem cromos dispostos na vertical e na horizontal. A caderneta também possui mapas compostos por puzzles de cromos.

Os cromos são de excelente qualidade técnica e artística e apresentam-se em papel brilhante, vulgo esmaltados. Como era frequente na altura, estes cromos parecem ser de origem espanhola.

É uma das excelentes colecções produzidas pela editora Francisco Más, L.da, com uma forte componente didáctica, pedagógica e cultural, coisa rara nas edições actuais.

Apesar da qualidade inequívoca desta caderneta, ela é relativamente fácil de encontrar (pessoalmente tenho dois exemplares) e em sítios conhecidos de leilões e vendas online, surge com alguma frequência com valores entre os 20 e 30 euros, um preço barato considerando a qualidade da caderneta e até do grande número de cromos.

Se considerar-mos a caderneta num valor de 25 euros, dividindo este pelo número de cromos, nem contando com a caderneta, fica a um preço muito inferior ao custo dos actuais cromos das colecções da Panini, por exemplo. Daí considerar-se que esta caderneta, com mais de 30 anos, está, injustamente, muito desvalorizada.

Ficam aqui algumas imagens ilustrativas:

homens racas e costumes capa

homens racas e costumes 01

homens racas e costumes 02

homens racas e costumes 03

homens racas e costumes cromo 01

homens racas e costumes cromo 03

homens racas e costumes cromo 02

(clicar nas imagens para ampliar)

 

*****SN*****

5 comentários:

  1. Ana Sanches14/04/09, 09:38

    Bom artigo.
    Gostei de recordarm até proque também coleccionei essa magnífica caderneta de cromos.
    Vou passar por cá mais vezes.
    ESte espaço é dos melhores do género da nossa blogosfera.
    Parabéns!

    ResponderEliminar
  2. Ola, agradeço a visita, vim retribuir e gostei de entrar.
    Senti-me de volta ao tempo em que eu e o meu irmão trocavamos os crosmos com os amigos para completar as nossas cadernetas.
    Adorei este regresso à minha infancia e voltarei.
    Uma boa semana e um beijo
    Isa

    ResponderEliminar
  3. Maysha,
    eu é que agradeço a vista, as simpáticas palavras e a partilha dessa recordação.

    Volta sempre.

    ResponderEliminar
  4. Eu fiz esta colecção :)
    Magnifico blog.
    Parabéns

    ResponderEliminar
  5. Ana Fundo,
    obrigado pelas palavras de apreço e pela vista.
    Volta sempre.

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: