20/04/2009

Noddy - Nodi - 60 anos de histórias de encantar


O Noddy é um boneco animado conhecido mundialmente, pelo que quase dispensa grandes e demoradas apresentações. Ele é conhecido tanto pelos miúdos, os seus grandes admiradores, quanto pelos graúdos.
A mais ou menos recente série de televisão (2002), conhecida entre nós por "Abram alas para o Noddy", veio generalizar e ampliar a popularidade do boneco de madeira. Noddy extravasou da televisão para mil-e-um formatos de merchandising, desde livros, vídeos, vídeo-jogos, cromos, material escolar, roupas, brindes, peluches, etc, etc.
Este simples artigo sobre o Noddy, vem na sequência da notícia divulgada hoje, que nos dá conta de que o canal de televisão inglês, o Channel 5, detentor dos direitos de imagem do boneco, estreia nesta mesma data uma nova série do Noddy, com 52 episódios, de 10 minutos cada, integrada no programa infantil Milkshake.

Esta é uma produção totalmente digital, comemorativa do 60º aniversário do boneco, e que em muitos aspectos foge da estrutura tradicional do Noddy. Desde logo a Cidade dos Brinquedos (Toyland) é muito maior, bem como surgem novas personagens. Por outro lado, o Noddy, para além do seu inseparável automóvel vermelho e amarelo, bem como do seu avião, tem agora ao seu dispor uma maior variedade de veículos para conduzir nas diversas histórias, nomeadamente um helicóptero, uma carrinha pick-up e um submarino.
Pode ser uma forma de alargar as potencialidades dos argumentos das histórias, mas certamente será um passo rumo ao corte com o passado do boneco. O comércio e o merchandising acima de tudo.
Muitos dos admiradores mais novos (e não só) certamente não saberão, mas o Noddy, como atrás se disse, está precisamente a completar 60 anos, pelo que se o tempo afectasse os bonecos, certamente hoje seria um velhinho sempre simpático com o seu chapéu de veludo azul e com o guizo na ponta, mas talvez já com barbas brancas como o seu melhor amigo, o Orelhas.
O Noddy de facto nasceu em 1949, criado pela fértil imaginação da famosa escritora inglesa de obras infanto-juvenis, Enid Blyton, mãe dos famosos "Cinco" e o "Clube dos Sete". Portanto, o Noddy original nasceu nos livros, com belas ilustrações do holandês Harmsen van der Beek (que assinava apenas como Beek). Só mais tarde, em 1955, é que nasceu a série de televisão, na BBC. Ao longo dos tempos a técnica de produção foi evoluindo, desde os primórdios com bonecos de marionetes até à actual era da produção digital. O Noddy sempre foi um produto popular, em qualquer dos formatos.

Quando eu era criança, o meu primeiro contacto com o Noddy foi precisamente nas série dos livros. Em Portugal, é conhecida a edição publicada pela ENP - Empresa Nacional de Publicidade (anos 60) e mais tarde (anos 80) uma edição pela Editorial Notícias.
Primeiramente acedi aos livros através da Biblioteca Itinerante da Gulbenkian. Devorava-os pura e simplesmente. Fascinava-me aquele mundo colorido dos brinquedos, afinal, o nosso mundo, o das crianças. Mais tarde, já adolescente, tive a oportunidade de adquirir alguns livros. Infelizmente, a maior parte perdeu-se algures nas velhas gavetas e prateleiras mas ainda conservo uma meia-dúzia de títulos.
Eis os títulos da colecção:
1 - Nodi no País dos Brinquedos
2 - Viva o Nodi
3 - Nodi e o seu carro
4- Nodi no Bosque Escuro
5 - Nodi e o Orelhas Grandes
6 - Nodi vai à escola
7 - Nodi na praia
8 - Nodi em sarilhos
9 - Nodi e a borracha mágica
10- Nodi e a velha gabardina
11- Nodi e o Pai Natal
12- Nodi e a ursinha Tété
13- Coragen, Nodi
14- Nodi e o cãozinho Endiabrado
15- Tem cuidado, Nodi
16- O Nodi é um bom amigo
17- Mais uma aventura do Nodi
18- Nodi no mar
19- Nodi e o coelho-macaco
20- Nodi e o burro
Repare-se, desde logo, e pelos títulos, que a designação inicial em Português era Nodi e não Noddy como agora é divulgado. Depois, na versão dos livros, comparativamente com a conhecida série "Abram alas para o Noddy", há várias situações diferentes, a começar pelos nomes das personagens. Veja-se:
No livro: Nodi; Na série TV: Noddy
No livro: Orelhas Grandes; Na série TV: Orelhas
No livro: Sr. Plod, o polícia; Na série TV: Sr. Lei
No livro: Ursa Tété; Na série TV: Ursa Teresa
No livro: Sr. Boneco Preto, o garagista; Na série TV: Sr. Faísca
No livro: Os palitos; Na série TV: Os xadrezinhos
No livro: Endiabrado, o cão; Na série TV: Turbulento.
No livro: Gata Felpuda; Na série TV: Gata Rosa
Estes são alguns exemplos de alterações mas há mais. Seja como for, não admira que Nodi, ou Noddy, continue a fazer parte do mundo das crianças de ontem e de hoje. Afinal, o mundo deveria ser sempre como a Cidade dos Brinquedos: Um local simples, belo e colorido. Infelizmente a realidade é bem mais negra e cinzenta pelo que importa preservar as cores da nossa infância porque dentro de cada um de nós deve morar uma criança.
Esta é a nossa simples homenagem ao Noddy, pelos seus generosos 60 anos, sempre com o guizo a tilintar na nossa memória.

noddy_01_01

noddy_02_01
(clicar na imagem da Cidade dos Brinquedos, para ampliar)

noddy_03_01

noddy_03_02

noddy_04_01

noddy_04_02

noddy_05_02

noddy_001

noddy_06

1 comentário:

  1. a maioria das pessoas pensam que este boneco animado é recente...mas já vem dos anos 40/50, tive alguns livros destes...

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: