19/06/2009

Aspirina – Há só uma, a verdadeira, a legítima, a da Bayer.

 

aspirina santa nostalgia

(clicar na imagem para ampliar)

- Cartaz publicitário da Aspirina, de 1973

 

A Aspirina remonta ao ano de 1897, altura em que a sua fórmula foi sintetizada por Félix Hoffman (21/01/1868-Ludwigsburg-Alemanha - 08/02/1946-Suiça) . O único princípio activo da Aspirina é o ácido acetilsalicílico .


Este popular medicamento, certamento um dos mais conhecidos e utilizados a nível mundial, é especialmente indicado como analgésico, antipirético e anti-inflamatório.

A marca é uma das mais conhecidas da multinacional farmacêutica Bayer.

A par das pastilhas Melhoral, a Aspirina sempre foi um dos medicamentos mais à mão nas casas das famílias portuguesas e converteu-se num remédio para todos os males.

Recordo-me que, quando era criança, face à falta de um sistema público de Saúde, o acesso aos médicos e aos medicamentos era um privilégio quase reservado aos ricos pelo que apenas em casos de extrema gravidade os pobres a eles recorriam, penhorando alguma coisa de valor, vendendo parte da colheita agrícola ou um animal.

A Aspirina e os comprimidos Melhoral, pela sua facilidade de compra e baixo custo, a par de uma série de chás e remédios caseiros, transformaram-se assim num recurso quase único e que certamente contribuiram para melhorar as condições físicas de muitas gerações de portugueses, que mais não fosse, nos recorrentes estados gripais e seus sintomas como dores de cabeça e constipações.

É claro que na aldeia, as pessoas de um modo geral eram avessas a médicos e a medicamentos pelo que nem as Aspirinas tinham lugar. Para esses, perante as gripes, valia a velha máxima: Avinha-te, abifa-te e abafa-te.

Por vezes, só às vezes, resultava.

 

aspirina santa nostalgia felix hofmann

Felix Hoffmann

aspirina santa nostalgia 1

 

*****SN*****

1 comentário:

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: