14/07/2009

As Casas do Povo

 

As casas do Povo, desde a sua criação no início dos anos 30, foram cumprindo a missão e os objectivos inerentes à sua actividade, nomeadamente a cooperação social e melhoria das condições sociais, principalmente vocacionadas para as classes baixas, profundamente ligadas a actividades de subsistência como a agricultura. Outros objectivos eram marcadamente doutrinários como alguns aspectos ligados à defesa das terras e valores morais ligados ao espírito do mundo rural, que sempre foram uma marca do Estado Novo.


Com o 25 de Abril de 1974, registaram-se profundas mudanças mas no essencial mantiveram-se os pressupostos de cooperação social.
Actualmente, com as consecutivas alterações legais e com a Segurança Social implementada e generalizada, as Casas do Povo perderam muita da sua importância mas mesmo assim continuam a ser entidades que nalgumas terras desenvolvem notáveis actividades nas áreas social, cultural e desportiva. Ainda hoje, ao fim-de-semana, costumo praticar futebol de salão num pavilhão gimnodesportivo pertencente a uma Casa do Povo.


Na minha aldeia recordo-me de muitas pessoas que trabalhavam na terra fazerem os descontos mensais para a casa do Povo. Hoje usufruem de pensões de reforma com base nessas contribuições. Também tinham alguma assistência médica, nomeadamente ao nível de consultas de clínica geral.

Nas imagens abaixo, extraídas de um livro escolar de educação de adultos, sensivelmente da época do arranque desses organismos, percebe-se muito bem as ideias chave subjacentes à instituição das Casas do Povo.

 

(entretanto, saiba a história das Casas do Povo, num excelente artigo de Amorim da Cruz Carvalho)

casa do povo santa nostalgia 01

casa do povo santa nostalgia 02

casa do povo santa nostalgia 03

(clicar nas imagens para ampliar)

barra2

1 comentário:

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: