05/08/2010

Cigarros de outros tempos

 

cigarros marcas antigas santa nostalgia 1

cigarros marcas antigas santa nostalgia 2

cigarros marcas antigas santa nostalgia 3

Nunca fui fumador. Os poucos cigarros fumados em adolescente, afastado dos olhares de meus pais, longe de viciarem, criaram-me uma total aversão ao tabaco e ao seu fumo pelo que o hábito  nunca pegou de estaca nem floresceu em vício. Ainda bem, por alma da minha saúde e da minha carteira.

Apesar disso, dessa quase aversão a tabaco, fumo e fumadores, tenho várias recordações ligadas aos cigarros, nomeadamente aos maços ou caixas onde estes eram embalados.

Recordo, por isso, todas as marcas acima exibidas, como o “mata ratos” do Kentucky, os Provisórios, os Definitivos e os escurinhos Negritas, bem como outras que ali não constam, de modo especial a marca Porto que tantas vezes ía comprar para o meu avô, à unidade (dois ou três) à mercearia próxima. Ou até mesmo da marca Sporting, que um vizinho barrigudo e idoso pedia-me sempre para comprar quando da sua janela me via a caminho da mercearia, pelo que atirava ao chão uma moeda luzidia de 1 escudo para a empreitada, com direito a dois tostões de rebuçados ou cromos de caramelos como gorjeta.

Herdados de um tio, guardo ainda alguns cromos ou cartões brindes que noutros tempos acompanhavam os maços e carteiras de tabaco, nomeadamente da Fábrica de Tabaco Michaelense – S. Miguel – Açores e outras.

Igualmente tenho recordações de vários vizinhos idosos que consumiam tabaco, daquele que tinha quer ser enrolado minuciosamente entre os dedos em finas e brancas mortalhas e depois colados a saliva.

Outros tempos, mas os mesmos hábitos e vícios.

6 comentários:

  1. Falta o Kart( que dava kms de prazer) com me lembro de o meu pai fumar kart eram fortes de vez em quando roubava um para fumar com as amigas. O meu avô fumava "mata ratos" ficavasse com a boca cheia de tabaco, pois não tinham filtro. Experiencias de adolescentes um pouco rebeldes, confesso... e já lá vão 40 anos... que saudades meu Deus de um avô, de um pai e como diria o outro " é tão bom ser pequenino, ter pai ter mãe ter avós..." Já foram todos!

    ResponderEliminar
  2. Faltam os cigarros "Porto", carago!

    ResponderEliminar
  3. Em 1º quero dar os meus parabéns pelo Blogue, que me fez e faz recuar na "idade". Com a continuação será certamente um enciclopédia em que vale a pena consultar. Neste post reparei na marca de cigarros Ritz em que a imagem não é de origem, ou pelo menos a mais antiga que eu conheço. Deixo aqui um link em que poderá "recuperar" algumas marcas e as respectivas imagens: http://obviousmag.org/archives/2006/02/saudosismo_taba.html
    Uma vez mais parabéns por este maravilhoso blogue.
    Luís Marques - Tramagal

    ResponderEliminar
  4. lembro-me de ir ao café com 5 escudos comprar dois "mata-ratos" e uma caixa de fósforos e ter 0.50 centavos de troco , a onça águia acho que comprei dos 5 escudos aos 12.50 , não eram para mim , era recados que fazia nos intervalos do berlinde , hoje já poucos pequeninos fazem recados ou menos ainda jogam ao berlinde , que "liberdade" é esta que aprisiona as pessoas ?por falar em berlindes , lembram-se da bebida que trazia um no gargalo ? e daqueles de plástico agarrados a um rebuçado ? já do tabaco lembro-me do três vintes (2o 20 2o ) do paris e do porto que não estão nas fotos , o ritz lembro-me ainda antes do da foto que já é light .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Desculpa,o Kentuky custava uns 7 tostoes e os definitivos 10 portanto 5 escudos dava pra muitos.Ninguem falou no SAGRES,MONSERRATE,PARIS e outros mais que nao me lembro o nome.

      Eliminar
  5. Não conheço nenhum deles... xP

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: