06/08/2010

Fruto Real – Refrigerante – A fruta que todos querem!

 

fruto real refrigerante santa nostalgia

fruto real flash gordon santa nostalgia

fruto real refrigerante santa nostalgia 2

biblioteca fruto real santa nostalgia 01

biblioteca fruto real santa nostalgia 02

 

O FRUTO REAL era um refrigerante muito apreciado nos anos 70 e 80. De certo modo era o principal rival do popular SUMOL. Pessoalmente preferia o FRUTO REAL até porque, volta e meia atribuía uns brindes à criançada. Era o caso de umas colecções sobre o Homem Aranha e o Flash Gordon, com gravuras estampadas nas películas vedantes do interior das caricas. Cheguei a coleccionar umas tantas mas acabaram por se perder.

Essas gravuras, que  representavam diversas cabeças do Homem Aranha e do Flash Gordon, podiam ser coladas nuns posters próprios que eram distribuídos nas revistas desses super-heróis, completando-se assim o corpo em diversos movimentos. Quando as colecções estivessem completas, havia direito a uuns distintivos ou crachats, que podiam ser reclamados em qualquer uma das camionetas da distribuição do FRUTO REAL. De referir ainda que muitas das caricas referiam-se a diversos prémios que também podiam ser reclamados.

Ao FRUTO REAL deve-se ainda a publicação de um conjunto de livros, tipo formato de bolso, editados com a designação BIBLIOTECA FRUTO REAL, e que comportava títulos recheados de aventuras, de que destaco, Coração, A Ilha do Tesouro, A cabana do Pai Tomás, Huckleberry Finn, As viagens de Marco Polo, Robinson Crusoé, Robin dos Bosques e Miguel Strogoff. Pessoalmente tenho uma meia-dúzia de números.

Relativamente à fabricante e proprietária da marca, não consegui descobrir grandes pormenores. Talvez um destes dias.

*

*

*

3 comentários:

  1. Eu, procuro o livro "coração" Há anos e anos, foi o primeiro livro que li e costumo dizer que com ele apreendi a gostar de ler, mas perdi esse livro e desde que a minha primeira filha apendeu a ler (hoje já tem 25 anos) que eu procuro este livro. Alguém sabe como adquiri-lo? Já não seria para as minhas filhas, mas quem sabe para os meus netos...

    ResponderEliminar
  2. lembro-me perfeitamente de massacrar a minha mãe, para me comprar Fruto Real, não que apreciasse mais o refrigerante, do que outra guloseima qualquer. mas com o refrigerante poderia adquirir os tais livros. A vida era difícil e comprar livros não era um hábito instalado, entre os mais pobres. Nos anos 70, eu era criança e devorava livros! Nesse Verão li todos os livros que enumera. A vida era dificil, mas fui uma criança muito feliz! raramente conseguia ter o que desejava à primeira. Mas isso não fez de mim uma pessoa amargurada. Cresci, com a noção exacta de que a vida não è fácil, mas apesar das dificuldades podemos ser felizes!

    ResponderEliminar
  3. O livro "Coração" é de Edmundo de Amicis: http://pt.wikipedia.org/wiki/Edmundo_De_Amicis
    Agora com o nome do autor não custa nada encontrá-lo...

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: