06/01/2010

As fábulas da floresta verde

 

Hoje trago à memória uma das belas séries de animação que passaram pela nossa televisão. "As Fábulas da Floresta Verde"; É mais umas das muitas séries de produção japonesa (Zuiyo Eizo, predecessora da Nippon Animation), realizada  nos anos 70 (73/73), como Heidi e Marco, mas que passou na RTP cerca de uma década depois, concretamente em 1985, já na época da cor. Conheceu posteriores reposições, nomeadamente em meados dos anos 90.


A série, com um total de 52 episódios, com cerca de 30 minutos cada, foi baseada em livros de autoria de um escritor de contos infantis, dos Estados Unidos, Thornton W. Burgess.
As histórias giravam à volta das aventuras diárias dos habitantes da bela e frondosa  floresta verde, com as figuras principais Joca e Mara, um casal de marmotas, e secundados pelo Gaio Avelar, Urso Lino, Tio Rudolfo, esquilo Quico, coelho Pom-Pom, Nestor, texugo Faísca, Zeca, Avó Rã, Raposinho (também uma das figuras centrais) e outros mais, que eterneceram e deliciaram um vasto público infantil e juvenil e até mesmo adultos.

A título de curiosidade, outros nomes para as marmotas Joca e Mara:

Inglês: Rocky Chuck  e Polly Chuck

Espanhol: Juanito e Juanita

Francês: Toubon e Bicon


Pessoalmente sempre comparei esta série com outra não menos popular, "Bana e Flapi", com a diferença de Joca e Mara serem marmotas e Bana e Flapi serem esquilos. Os enredos e as mensagens tinham fortes semelhanças. Creio que ainda hoje há quem faça essa confusão pela natural proximidade gráfica e narrativa.

Como era habitual nestas séries de traço japonês, quase sempre populares, incluindo em muitos países por esse mundo fora, “As fábulas da floresta verde” deram lugar a inúmeros produtos de marketing, como livros, roupas, jogos, brinquedos e ainda uma bela colecção de cromos, edição da Disvenda.

Apesar de já me apanhar numa idade de jovem, sempre que podia assistia à série, que em Portugal teve versão de abertura musicada por Tozé Brito, e que hoje é uma das fortes recordações de quem assistiu e viveu a série. Quem não a sabe pelo menos cantarolar?

A letra (de António Pinho):

 

É bom ver na floresta o sol nascer,
é bom imaginar o que irá acontecer,
são tantas amizades,
são histórias de amizades,
que vão nossos amigos animais viver.

São mil aventuras entre os animais,
fabulosas fábulas de encantar!
São mil aventuras tão sensacionais,
fabulosas fábulas que nos fazem sonhar,
que nos fazem sonhar,
que nos fazem sonhar.

Pompom é um coelhinho a saltitar,
O guaxini Gugu com ele vai brincar,
Namoram as marmotas, a Mara mais o Joca,
Fugindo ao rapozinho mau que os quer caçar.

São mil aventuras entre os animais,
Fabulosas fábulas de encantar,
São mil aventuras tão sensacionais,
Fabulosas fábulas que nos fazem sonhar.

São tantas coisas que aqui se vão passar,
São tantos animais que brincam sem lutar,
Por isso na floresta há sempre aquela festa,
A festa da amizade que se tem p´ra dar.

São mil aventuras entre os animais,
Fabulosas fábulas de encantar,
São mil aventuras tão sensacionais,
Fabulosas fábulas que nos fazem sonhar.

 

fabulas da floresta verde 01

fabulas da floresta verde 02

fabulas da floresta verde 03

fabulas da floresta verde 04

*

*

*

4 comentários:

  1. Lembro-me vagamente desta série, mas era pequena em 1985 (6 anos).
    Segundo me lembro, o coelho era interpretado pela actriz Irene Cruz. :) Quando ouço a actriz falar lembro-me imediatamente do coelho Pompom. :P

    ResponderEliminar
  2. adoro esta serie como muitas dakela epoca . gostaria de saber se há maneira de poder adiquerir estas series e outras mais

    ResponderEliminar
  3. jungle monkey27/03/11, 19:36

    puxa se me lembro..ate a minha mae tinha o disco da musica do marco..ate me lembro outros como conan ,o rapaz do futuro,tom sawyer..belle e sabestiao...velhos tempos...vicking tambem...porra era qualidade das melhores nessas alturas...

    ResponderEliminar
  4. Aos interessados. Existe um DVD com 4 episódios, todos com alta qualidade video e audio original em Português.

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: