15/06/2010

Lone Ranger – O cavaleiro solitário – O Mascarilha - Zorro

 

Hoje trago à memória o lendário LONE RANGER, em português conhecido como O CAVALEIRO SOLITÁRIO. Também como O Mascarilha e Zorro.

Reza a história do herói Lone Ranger que John Reid fazia parte de um grupo de "Rangers", liderado pelo seu irmão e capitão Dan Reid, que um dia sofreu uma traiçoeira emboscada inimiga da quadrilha de Butch Cavendish.  John, apesar de bastante ferido a ponto de ser dado como morto pelos bandidos, foi o único sobrevivente e mesmo assim graças a um índio que por ali passou, o descobriu e tratou dos seus ferimentos e recuperação. Esse índio era TONTO, presumivelmente da tribo Potawatamie.
Desde essa altura, John Reid decide vingar-se dos seus colegas  e do irmão Dan que fazia parte do grupo atacado e passa a assumir a identidade de Lone Ranger, O Cavaleiro Solitário.  Para manter a ideia geral de que estava morto, é simulado o seu enterramento, e adopta para disfarce a sua mística máscara negra para os olhos, para assim não ser reconhecido e inicia uma luta justiceira combatendo os seus inimigos e foras-da-lei.


Desde essa altura que o amigo índio, Tonto, também conhecido por Kemo Sabe, com o seu cavalo Scout, passa também a ser o seu inseparável companheiro, pelo que a terminologia de solitário acaba por ser um paradoxo.
Outra das emblemáticas características do Lone Ranger é o seu belo cavalo branco, o Silver, e as balas de prata que usa nas suas duas pistolas. Dizem que essas balas eram fundidas com a abundante prata que extraía numa secreta mina que herdara de um velho amigo. Também o incitamento ao seu cavalo ficou popularizado. Hi-Yo, Silver, awaaaay

A figura de Lone Ranger foi criada em 1933 por George W.Trendle com a ajuda do desenhador Fran Striker, para novelas de uma rádio de Detroi. Este show radiofónico durou até 1954.
A popularidade do herói permitiu a sua transposição com sucesso para diversos formatos como a literatura e televisão, incluindo em 1938 uma série de 15 episódios com o título de “The Lone Ranger” e com os actores Lee Powell a desempenhar a figura do “herói” e o Chief Thundercloud no papel do índio Tonto.

Um dos mais emblemáticos e populares formatos foi a série televisiva produzida pela ABC de 1949 a 1957, num total de 221 episódios, com Lone Ranger a ser interpretado por Clayton Moore (169 episódios) e John Hart (52 episódios) e Tonto por Jay Silverheels (221 episódios). Calyton Moore e Jay Silverheels ainda hoje permanecem como os rostos oficias da dupla de heróis.

Famoso ficou também o tema de abertura com a música de fundo extraída de um clássico do compositor italiano Gioachino Rossini, a abertura da ópera Guilherme Tell, que ainda hoje retrata a ideia geral de um cavalo ou cavalaria a galope.

Para além desta série, sem dúvida a mais emblemática, foram realizados vários filmes e até mesmo uma série de desenhos animados que tenho ideia de ter passado entre nós na RTP.

Um dos suportes mais emblemáticos do Lone Ranger foi sempre a Banda Desenhada, os Comics, onde sempre teve muita tradição, tendo mesmo sido desenhado pelo próprio Fran Striker ainda nos anos 30  e seguido posteriormente por outros desenhadores.

Entre nós, a figura mítica de Lone Ranger, popularizada como O Mascarilha, ficou imortalizada na nossa memória também pela Banda Desenhada, nos anos 70, nomeadamente pela revista mensal MASCARILHA, propriedade de Aguiar & Dias, L.da, com distribuição da Agência Portuguesa de Revistas, como suplemento do Mundo de Aventuras e que durou 116 números, de 1972 a 1983. Parte destas histórias retomavam as publicações de outra anterior edição emblemática com origem no Brasil, denominada de ZORRO, publicada nos anos 60 pela EBAL e distribuída em Portugal pela Bertrand, que teve muita popularidade e que em face do seu nome (mal aplicado) o Lone Ranger acabou por ficar mesmo conhecido por Zorro, gerando uma confusão com o herói de capa e espada (Don Diego de La Vega), criação de Johnston McCulley.

Escusado será dizer que o Lone Ranger inspirou muitas das nossas brincadeiras na infância. Da Banda desenhda, consegui guardar algumas dezenas de exemplares da colecção MASCARILHA e da qual abaixo são reproduzidas algumas capas.

 

lone ranger sn2

Algumas capas da Banda Desenha MASCARILHA:

mascarilha 22

mascarilha 27

mascarilha 28

mascarilha 31

mascarilha 50

mascarilha 75

mascarilha 87

mascarilha 97

mascarilha 103

lone ranger sn1

tonto lone ranger

lone ranger sn3

clayton moore lone ranger sn

Um dos famosos cartões de cowboys, com o Lone Ranger, interpretado pelo Clayton Moore.

- Links:

- Lone Ranger Fan Club

3 comentários:

  1. Fantástico artigo. Adorei.
    Foram muitas as memórias que me saltaram à cabeça.

    Agradeço o belo blog e o excelente trabalho.

    Marta Ferreira
    21 de Abril de 2010 22:50

    ResponderEliminar
  2. polittikus disse...

    Excelente artigo. Sendo que os mascarilha, não é bem do meu tempo, mas é uma personagem que sempre me fascinou...
    23 de Abril de 2010 12:06

    ResponderEliminar
  3. FICO CONTENTE EM VOLTAR AO PASSADO VENDO SERIADOS QUE MARCARAM A MINHA INFANCIA E A DE TANTOS OUTROS

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: