12/10/2010

Tebe - Thermotebe -Tebesport


 

 


 Quem não se lembra das frases publicitárias:

Frio? Eu não tenho frio! Estou bem protegido! “Thermotebe - Camisola interior de características turbo-eléctricas, mantém o calor do corpo, protege da humidade, ideal para estados reumáticos. É também aconselhável para senhoras e crianças em idade escolar”.
Noutra variante do reclame ao mesmo artigo, uma criança dizia-nos: “Frio? Eu não tenho frio! Eu uso uma Thermotebe e o meu pai também!”

Foi em meados dos anos 80 que estes spots publicitários ao produto da Tebe, deixaram marca na RTP e ainda hoje gozam desse reconhecimento. As camisolas Thermotebe, como seria de esperar, tornaram-se uma novidade e um produto vendável.

Sabe-se que a actual  Tebe Empresa Têxtil de Barcelos, S.A.  foi fundada em 1945, pelo Comendador Mário Campos Henriques, com instalações localizadas no centro de Barcelos, mas em 1972/73 foi adquirida por um empresário francês, que ainda se mantém. Apesar do êxito dos produtos e das marcas próprias, como a Marie Claire e Thermotebe, a transformação do mercado dos têxteis decorrente da entrada de Portugal na actual União Europeia ditou novas regras e dificuldades. Nessa nova realidade pelo caminho ficaram as famosas marcas da Tebe e a empresa modernizou-se e adaptou-se transformando-se numa fabricante para marcas de grande distribuição.

Para além dos tais anúncios televisivos às camisolas Thermotebe, publico acima um anúncio do final dos anos 70 ao vestuário desportivo com a etiqueta Tebesport. Não consegui apurar a sua relação com a empresa Tebe, mas pelo nome tudo indica que seria uma das etiquetas da empresa da cidade do Cávado no segmento do vestuário desportivo. Penso, também, que há muito que ficou pelo caminho.

Em termos de memórias pessoais, para além da natural lembrança dos anúncios às camisolas Thermotebe, não me recordo de algum dia ter usado esse tipo de roupa. Apesar do sucesso, creio que a Tebe tinha um grande problema que era o excesso de acumulação de electricidade estática. Fosse ou não um problema, a Tebe e sobretudo as suas camisolas interiores, com o que se diria hoje de tecnologia, Thermotebe, fazem parte das nossas memórias associadas aos spots publicitários tão característicos de uma época.

2 comentários:

  1. Eu e a minha irmã usavamos thermotebe e o que mais nos divertia era despir as camisolas no escuro e em frente ao espelho...adorávamos ver as faíscas a saltar por causa da electricidade estática.

    ResponderEliminar
  2. :) Eu fazia o mesmo.

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: