29/10/2011

Jacky, o urso de Tallac

 

 

Hoje trazemos à memória uma das mais populares séries de animação, “Jacky, o Urso de Tallac”, bem na linha de outras séries da época, como “Heidi” e “Marco”. Produzida em 1977 pela japonesa Nippon Animation, tendo como base o livro de Ernest Thomson Seton (1860/1946)

Em Portugal passou na RTP em 1979, com um total de 26 episódios de cerca de 30 minutos cada, cujo tema musical do genérico de abertura era cantado pelo “Avô Cantigas”, o Carlos Alberto Vidal e o Tozé Brito.

Passados quase vinte anos a série voltou à televisão portuguesa, na SIC, mas com o nome de “Jacky e Jill”. Há entre uma e outra versões algumas diferenças, tanto na dobragem como  até nos nomes das personagens devido ao facto da primeira ter tido origem na versão espanhola e a segunda na versão alemã.

A série, pela sua natureza, tornou-se popular e muito querida dos mais novos e não só. Deu origem a vários produtos de merchandising, nomeadamente vestuário, bonecos em PVC,  livros e, claro está,  uma caderneta de cromos, editada em 1980 pela Disvenda, composta por 410 cromos em 28 páginas, que contam de forma resumida a história de Jacky.

A série contava as histórias da relação de uma criança índia, Senda, e dois ursinhos, Jacky e Nuca, deixados órfãos de sua mãe, Grisle, morta a tiro por Bonamy, um caçador mau e sem escrúpulos.

Depois eram as peripécias do dia-a-dia, nos montes de Tallac, na Serra Nevada na Califórnia, as brincadeiras, os perigos, as relações com os animais e com a natureza, o envolvimento com a tribo de Senda e os mauzões dos caçadores, como o Bonamy, com seus cães e ainda o envolvimento da pequenita Olga, amiga de Senda e filha do rancheiro Sr. Forrester. que passava as férias na cabana da floresta próximo da tribo de Senda.

A série termina já com Jacky como um urso jovem adulto e que na impossibilidade de viver na companhia dos homens retirou-se com a sua irmã Nuca para o interior da montanha onde viverian a sua vida plena e em total liberdade.

Hoje em dia, este tipo de séries e as suas narrativas repletas de valores como a amizade, o respeito pelos animais e natureza, está bastante em desuso. Basta acompanhar o que vai passando na televisão, para se perceber que a preponderância é a violência, os tiros, as explosões, as fantasias dos heróis e super-herois muito pouco humanizados, e linguagem onde a violência e o sexo estão omnipresentes, mesmo em séries supostamente dirigidas a um público mais adulto mas que na realidade acabam por ser vistas pelas crianças, tal como as séries da FOX, “Family Guy”, American Dad”, “Cleveland Show, “South Park”, etc.

Depois, com toda esta carga negativa, ainda há quem se surpreenda pela violência e desrespeito que vão pautando o dia-a-dia nas escolas? É o que temos. Neste contexto, rever uma série como “Jacky, o urso de Tallac” é quase como uma desintoxicação.

image image
image image
image image
image image
image

image

image image
image image
image image

 

Lista dos episódios:

O Primeiro Amigo
Perigo Na Floresta
Alice e Jill
A Forte Mãe Ursa
O Trágico Fim
Onde Está a Mamã?
Valente Jacky
A Poção Mágica
Como Se Criam Os Ursinhos?
Urso Polar
Uma Dura Lição
A Armadilha De Bon Ami
O Ninho De Vespas
Uma Luta Difícil
Viagem à Grande Cidade
Um Dia Agitado em Sacramento
Fogo
Separação
Maus Dias para Jacky e Jill
O Novo Dono
A Fuga
Regresso Aventureiro
Incêndio na Floresta
O Primeiro Inverno
Finalmente Primavera
Um Final Feliz

Letra do tema de abertura em português

Jacky, Jacky, corre mundo,
Como é bom ser livre e feliz lá no fundo.


Jacky, Jacky, come fruta,
Com a barriga cheia está mais contente.


E procura uma casita,
Pois chega o Inverno e o frio já sente.


Pouco a pouco, cai a neve
E um manto branco o bosque terá.
Vem a noite, sente medo,
Seus amigos dormem já.


De manhã, nasce o sol,
Todo o bosque despertará.
Corre e salta o ursinho, sem nunca parar!

 

image

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: