19/06/2012

Luis Filipe de Abreu – Artista plástico

 

luis filipe de abreu foto

Luís Filipe de Abreu, artista plástico português - (1935 - Torres Novas)

Professor Catedrático da Faculdade de Belas-Artes da Universidade de Lisboa. Membro efectivo da Academia Nacional de Belas-Artes . Desempenhou funções de consultor artístico e técnico no domínio das artes visuais e design junto de entidades públicas, privadas e organismos do Estado.

Tem desenvolvido actividade artística em campos muito diversificados da pintura e do design. Trabalhando em continuidade junto de empresas especializadas em técnicas gráficas de alta precisão e segurança para a produção de notas de banco, obteve elevado nível de especialização neste difícil e raro campo de actividade.

É presença frequente em exposições colectivas (Pintura, desenho, tapeçaria, serigrafia, filatelia, medalhística).

Actividade profissional diversa:

Pintura de cavalete (óleo, acrílica, aguarela: Representado em colecções particulares nacionais e estrangeiras e em numerosos edifícios públicos.

Pintura integrada em espaços arquitectónicos, (murais realizados a têmpera de ovo, de caseina, encáustica, etc): Hotéis Ritz, Fénix, Mundial, em Lisboa; Hotéis Alvor-Praia, Delfim, no Algarve; paquete Infante D.Henrique; Edifício Telecomunicações, Funchal; Banco Fonsecas & Burnay em Lisboa e Fundão.

Vitral: Academia Militar, Lisboa; Hospital Regional de Portalegre; Museu da Fundação Medeiros e Almeida, Lisboa; Hotel Eden, Estoril.

Cerâmica (painéis de azulejos ): Hospital Regional de Portalegre; Quinta das Flores, Cascais; Edifício das Telecomunicações, Funchal; Caixa Geral de Depósitos, Cova da Piedade; Praça 5 de Outubro, Torres Novas; Metropolitano de Lisboa, Estação Saldanha I.

Tapeçaria: Hotéis Alvor-Praia, Alvor; Madeira Palácio, Funchal; Capitol, Lisboa; Altis, Lisboa; Delfim, Alvor; Companhia de Diamantes de Angola; Banco Pinto & Sotto Mayor, Porto; Casino da Praia da Rocha (act.Lisboa); Tribunal Militar de Elvas; Dan Cake Portugal; Manufactura de Portalegre; Banco de Portugal, Edif.Almirante Reis Lisboa; CTT, sede em Lisboa;

Ilustração: Obra muito vasta distribuida principalmente pelas áreas jornalismo e editorial. (Diário Popular, Diário de Lisboa, A Ilustração, outros, Revista Colóquio, Almanaque, revistas e boletins empresariais, etc); ilustração institucional e publicitária de prestígio (Sacor, Petrogal, Tap, TV-Caron, Instit. do Café, painéis em exposições em Portugal e estrangeiro, etc); ilustração editorial (Bertrand, Sá da Costa, Estúdios Cor, Ulisseia, Convergência, Inquérito, Círculo de Leitores, Philae, etc.); várias dezenas de capas; destaque para obras de Aquilino Ribeiro, José Rodrigues Miguéis, António Sérgio, Dostoyewsky, Puskin, Eça de Queiroz, D.H.Lawrence, Gil Vicente, Fernão Mendes Pinto, Lendas de Portugal, Livros de Leitura de 1ª 2ª Classe ( com Maria Keil);

Design gráfico: Concepção de edições especiais de livros e publicações várias (Fund. Gulbenkian, Sacor, Petrogal, Grupo Cuf, etc.); criação de logotipos e símbolos gráficos (Galp, IPPAR, (vários prémios em concursos);

Cenografia: Criação de cenários e figurinos para teatro, ópera e bailado.

Medalhística: Criação de cerca de 120 medalhas.

Desenho de selos postais: Criação de mais de cento e quarenta originais para selos postais, alguns premiados em concursos; em Outubro de 2001 a Março de 2002 a Fundação Portuguesa das Comunicações promoveu uma exposição de grande parte dessa produção; a mesma exposição esteve posteriormente patente no Funchal, Madeira.

Desenho fiduciário: Desde 1980 até finais dos anos noventa produziu o design e a ilustração integral de 12 notas emitidas pelo Banco de Portugal, além de outros projectos.

 

Alguns dos trabalhos:

luis filipe de abreu - voo nocturno

- Voo Nocturno – pintura

luis filipe de abreu - castor e polux

- Castor e Polux – pintura

luis filipe de abreu - arvore

- Árvore – pintura

luis filipe de abreu - barcos

- Barcos – pintura

luis filipe de abreu - ferragudo

- Ferragudo - pintura

luis filipe de abreu - o rapto de helena

- O Rapto de Helena – pintura

luis filipe de abreu - venus frente ao sol

- Vénus Frente ao Sol – pintura

luis filipe de abreu - pintura - jacob e o anjo

- Jacob e o Anjo – pintura

luis filipe de abreu - pintura - morte de siegmund

- A morte de Siegmund - pintura

luis filipe de abreu - retrato h einemann

- Retrato H. Einemann - pintura

luis filipe de abreu - tapecaria alvor

- Tapeçaria

luis filipe de abreu - tapecaria banco portugal

- Tapeçaria

luis filipe de abreu - nota 2000 1

luis filipe de abreu - nota 2000 2

5000 escudos antero de quental santa nostalgia

5000 escudos vasco da gama santa nostalgia

- Desenho fiduciário

1676

1677

- Selos

luis filipe de abreu - ilustracao 1

luis filipe de abreu - ilustracao 2

luis filipe de abreu - ilustracao 3

luis filipe de abreu - ilustracao 4

luis filipe de abreu - ilustracao 15

luis filipe de abreu - ilustracao 5

luis filipe de abreu - ilustracao 6

luis filipe de abreu - ilustracao 7

luis filipe de abreu - ilustracao 8

luis filipe de abreu - ilustracao 9

luis filipe de abreu - ilustracao 10

luis filipe de abreu - ilustracao 11

luis filipe de abreu - ilustracao 13

luis filipe de abreu - ilustracao 12

luis filipe de abreu - ilustracao 14

luis filipe de abreu - ilustracao 16

- Ilustrações

luis filipe de abreu - capas 1

luis filipe de abreu - capas 2

luis filipe de abreu - capas 3

luis filipe de abreu - capas 4

- Capas de livros

 

- Tenho por Luís Filipe de Abreu uma admiração que remonta à minha infância, precisamente a partir da altura em que pela primeira e segunda classes da escola primária, tomei contacto com os livros de leitura (primeira e segunda), com fantásticas ilustrações deste artista e da Maria Keil que, já com saudade, nos deixou há escassos dias, depois de uma longa vida dedicada às artes plásticas.

Desde então, sempre fui um entusiasta da obra destes dois artistas, de modo especial do Luís Filipe, pelo deslumbramento da composição, da plasticidade das formas, da geometria das cores e sombras, do traço e pinceladas numa aparência descuidada mas profunda. Mas mais do que as palavras, é a emoção que cada pintura ou ilustração provoca.

Há pouco tempo tive o privilégio de contactar o Luís Filipe de Abreu e foi com natural satisfação que vejo que apesar dos seus cabelos brancos, ainda está pleno das suas capacidades artísticas, continuando a aumentar a sua extensa obra nas mais diversas vertentes como acima se demonstra nas notas biográficas.

Este artigo é assim um simples reconhecimento que me merece o artista imenso que é o Luis Filipe de Abreu. Aos poucos este artigo será melhorado sobretudo com a publicação de algumas amostras do muito que criou. É mais do que justo que, face a poucas referências existentes na web, que não no meio artístico, onde todos lhe reconhecem o génio, seja aberto um espaço onde se dê a conhecer um pouco mais deste fantástico artista português e do mundo.

---

1 comentário:

  1. Só tenho três palavras para dizer: Homem simplesmente Notável

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: