10/10/2013

Daniel Comboni, Combonianos e revista Audácia

 

Passam hoje 132 anos sobre o falecimento de Daniel Comboni (Limone sul Garda - Itália, 15 de março de 1831 — Cartum, Sudão, 10 de outubro de 1881). Foi canonizado pelo papa João Paulo II em 5 de Outubro de 2003, portanto há pouco mais de 10 anos.

image


Este grande vulto das missões evengelizadoras e sociais em África no séx. XIX, fundou a 1 de Junho em 1867 a Congregação dos Missionários Combonianos do Coração de Jesus - MCCJ.

Desde cedo tive alguma ligação de conhecimento com esta congregação essencialmente porque durante um largo período da minha juventude tive contacto com uma das suas revistas, a Audácia, que adorava ler, sobretudo pelas páginas de banda desenhada que ainda mantém. A revista é da minha geração e com quase a mesma idade pois teve o seu primeiro número em Novembro de 1966.

É de publicação mensal, com 68 páginas a cores com banda desenhada, passatempos, notícias, temas juvenis, aventuras, relatos missionários, histórias dos povos, ajudas especializadas... O número de Setembro é uma agenda escolar atraente e útil. Em 2001, foi galardoada com o Prémio de Jornalismo sobre Direitos Humanos.

Aqui ficam mais pormenores sobre os Combonianos, reproduzidos da página oficial:

 

A congregação dos Missionários Combonianos do Coração de Jesus - MCCJ - foi fundada por S. Daniel Comboni a 1 de Junho de 1867, em Verona.

No início era constituída por sacerdotes e leigos de diversas nacionalidades, sem votos religiosos. Em 1885, o instituto foi transformado em congregação religiosa, tendo recebido o nome de Filhos do Sagrado Coração de Jesus. As primeiras Constituições foram aprovadas em 1910, as quais estabeleciam com finalidade do instituto a «conversão dos povos da África Central e de outros povos que fossem confiados ao Instituto como finalidade da Congregação».

O instituto conheceu o período de maior expansão na Europa após a II Guerra Mundial, aceitando também campos de trabalho no continente americano. Em 1988, obedecendo aos apelos da Ásia, os Combonianos enviaram para as Filipinas o primeiro grupo de cinco missionários.

Os Missionários Combonianos chegaram a Portugal em 1947. A primeira casa foi construída em Viseu. Seguiram-se as de V. N. de Famalicão, Maia, Lisboa, Coimbra e Santarém.

Os Combonianos portugueses são 93: 70 padres e 23 irmãos. Em Setembro de 2010 assumiram o cuidado pastoral das paróquias de Camarate e Apelação, situadas no concelho de Loures, às portas de Lisboa.

Editam as revistas Além-Mar e Audácia e o jornal Família Comboniana, dedicam-se à animação missionária das igrejas locais, à pastoral juvenil e à promoção de vocações. 

A 1 de Janeiro de 2011, os Missionários Combonianos no mundo eram 1639, dos quais 20 são bispos, cerca de 1236 padres, 255 irmãos e 128 professos com votos temporários. Estes membros são oriundos de 33 nações, estando presentes em 30 países de quatro continentes.

image

image

image

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: