20/10/2013

Eurovisão

 

eurovisao logo mira tecnica

eurovisao logo mira tecnica acual

Passam hoje 54 anos sobre a data de integração da RTP na União Europeia de Radiodifusão (em inglês, European Broadcasting Union (EBU), em francês, L'Union Européenne de Radio-Télévision (UER)), entre nós popularizada como Eurovisão. Esta entidade foi fundada a 12 de Fevereiro de 1950 por 23 organizações de radiodifusão da Europa e do Norte de África.

Quando na velhinha RTP do preto-e-branco nas décadas de 60 e 70, surgia a mira técnica da Eurovisão acompanhada pela popular e inconfundível música de abertura, um tema clássico de Marc-Antoine Charpentier, da peça "Te Deum", era garantida a transmissão, quase sempre, de um evento desportivo, fosse futebol, atletismo, râguebi, patinagem artística, etc, ou então mesmo o Festival da Eurovisão da Canção, o qual surgiu em 1956. Mais tarde, já a cores, a partir da década de 80, uma ligação à Eurovisão era sinónimo do popular concurso "Jogos Sem Fronteiras".
As coisas foram sendo modernizadas, como a mira técnica do início da transmissão,  e já não são o que foram e actualmente a Eurovisão já quase só nos remete para um festival da canção de muita parra e pouca uva em que, como diria o outro, a fama dos vencedores é efémera como manteiga em nariz de cão.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: