27/04/2014

Depiluva – Luva Depilatória

depiluva

- Cartaz publicitário de 1968

Depiluva, uma luva depilatória, fabricada pela Luzostela, fábrica de abrasivos (lixas e similares), que tinha antigas e emblemáticas instalações em Esgueira - Aveiro, próximo da estação dos comboios. A fábrica depois de utilizada durante muito tempo como depósito de toxicodependentes e sem-abrigo, foi abaixo para supostamente dar lugar a um empreendimento habitacional mas parece que a avaliar por algumas notícias relativamente recentes (de 2013) o local continua a ser um monte de problemas, ainda sem solução, bem à portuguesa.

Sobre a Luzostela:

A empresa foi fundada como “Brito & Companhia” que posteriormente se viria a denominar “Luzostela” – a primeira fábrica portuguesa de lixa, cuja escritura foi lavrada dois anos após a sua fundação na vila de Soza, concelho de Vagos.
A escritura fundadora desta Sociedade data de 1 de Fevereiro de 1906, e consta do livro 405-55, do Cartório Notarial de Vagos, do fólio 24 v.-27. A dita escritura de constituição de Sociedade Colectiva, tem como intervenientes, António de Brito Pereira de Resende, comerciante e industrial, António Maria Ferreira, capitalista e proprietário e Reynaldo Vidal Oudinot, farmacêutico, residentes, respectivamente no concelho de Vagos e Aveiro.
Esta sociedade tinha como fins a exploração industrial e comercial de fabricação de lixa de todas as qualidades e de outro qualquer artigo que lhe pudesse convir.
A Empresa Luzostela seria à data a única unidade produtora de produtos abrasivos flexíveis no país até 1961. Embora com duas difíceis décadas de afirmação, chegaria no início da década de vinte à sua expansão e consolidação. Na década de 50 atinge o seu auge com a substituição do vapor pela electricidade e introdução de novas matérias primas.

[fonte: Arquivo Distrital de Aveiro]

Como se vê as referências a esta emblemática fábrica de produção de abrasivos são escassas. Sabe-se que já por volta do ano 2000 foi adquirida pela Indasa, esta uma empresa fundada em 1979 por Benjamim Pinto dos Santos, que chegou a trabalhar na Luzostela. A Indasa, também com fábrica em Aveiro, com a sua marca própria a Rhyno, tem dado cartas no sector dos abrasivos de qualidade, exportando cerca de 90%  dos seus produtos e já dispõe de várias filiais em diversos países onde tem a forte concorrência da americana 3M.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

TALVEZ QUEIRA REVER