12/05/2016

Manuel Alegre



Está de parabéns neste 12 de Maio, Manuel Alegre, conhecido poeta e político português. Há quem passe uma vida profissional como pescador, pedreiro ou trolha; Manuel Alegre, nascido em Águeda no ano de 1936, agora com 80 anos, dedicou-se à política, com diversos cargos, nomeadamente em governos e sobretudo como deputado pelo Partido Socialista na Assembleia da República durante mais de 30 anos..

Estudo Direito em Coimbra. Foi actor de teatro Foi preso pela PIDE e esteve exilado em França e na Argélia durante uma década. Foi locutor da Rádio Voz da Liberdade que difundia conteúdos de apoio aos movimentos de libertação das antigas províncias ultramarinas e contra o regime de Salazar.
Chegou a ser atleta tendo vencido um campeonato nacional de natação e nesta modalidade foi atleta internacional pela Académica.

Regressado a Portugal logo após a revolução de Abril de 1974, exerceu funções na Radiodifusão Portuguesa e ainda nesse ano aderiu ao Partido Socialista mas a sua militância partidária começara anos antes no então clandestino Partido Comunista Português que abandonou  já no final dos anos 60.

Foi candidato à presidência do seu partido, que perdeu para José Sócrates em 2004 e ainda candidato a presidente da república em 2006 como independente (com a curiosidade de obter maior votação que o candidato Mário Soares) e em 2011 como candidato do PS, perdendo para Cavaco Silva

Como poeta, destaca-se como popular a "Trova do Vento que Passa", passada a fado e cantada por várias vozes como Adriano Correia de Oliveira e Amália. Foi um autor multi-premiado vencendo: Prémio da Crítica da Associação Portuguesa de Críticos Literários (1998); Grande Prémio de Poesia APE/CTT (1998); Prémio Pessoa (1999); Prémio Fernando Namora (1999); Prémio de Literatura Infantil António Botto; Prémio D. Dinis (2007); Grande Prémio Vida Literária (2016).
Goste-se ou não, como poeta ou como político, Manuel Alegre, é sem dúvida uma das figuras grandes do panorama da nossa política, das letras e cultura.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: