21/09/2016

A Família Prudêncio





Pelos primeiros anos da década de 1970, a RTP, a preto-e-branco, pois claro, passava com frequência a pequena animação "A Família Prudêncio", a qual, encomendada por entidade estatal, num registo ligeiro e divertido informava e instruía o Portugal rural dos procedimentos de higiene e segurança a ter com os pesticidas.

Em resumo, numa época em que se generalizava o uso de pesticidas pela gente da lavoura, o filmezinho era um importante aviso à prudência e ao cuidado. É certo que decorrido quase meio século, à luz dos actuais conhecimentos sobre os pesticidas, concluímos que os Prudêncios até tinham procedimentos incorrectos e imprudentes, como o enterrar e queimar das embalagens, mas na altura era uma prática considerada adequada. Mas é assim a evolução dos tempos e certamente que muitos dos procedimentos de hoje parecerão retrógados daqui a mais algumas décadas.

Esta curta animação foi realizada por Artur Correia para os estúdios Top Filme. De resto, para além de em 1970 realizar "Eu Quero a Lua",  considerada a primeira animação portuguesa, são dele outras emblemáticas animações da época, porventura a mais conhecida a ""Vamos Dormir/Meninos Rabinos", de 1971 e que durante algum tempo, com a família Pituxa dava sinal aos mais pequenos para recolherem às caminhas.




O Valorfito, sistema integrado de gestão de embalagens e resíduo em agricultura, aproveitando o conceito, deu uma nova vida à família Prudêncio, com outro grafismo e com as modernas tecnologias mas, não, não é a mesma coisa. 


Sobre o Valorfito
O sistema Valorfito surgiu em 2005 após a aprovação do licenciamento por parte da Agência Portuguesa do Ambiente (APA), com o objectivo de proceder à recolha dos resíduos de embalagens primárias de produtos fitomarcêuticos e sua gestão final, encaminhando-as para as estações de tratamento e valorização energética.
O sistema permite que os produtores agrícolas possam dar o destino correcto aos resíduos dos produtos fitofarmacêuticos que geram nas suas explorações, cumprindo a legislação em vigor nesta matéria.
O sistema Valorfito é gerido pela Sigeru, Lda., uma empresa participada pela Anipla – Associação Nacional da Indústria para a Protecção das Plantas – e pela Groquifar – Associação de Grossistas de Produtos Químicos e Farmacêuticos.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: