21/09/2017

Margarina Serrana

margarina_serrana_sn

Cartaz publicitário à margarina Serrana – 1968 (clicar na imagem para ampliar)


Quando falamos de margarina, salta-nos à memória a marca “Vaqueiro” e também a “Planta”, esta nos anos 60 anunciada como "gordura para pessoas de bom gosto". Pelas mensagens e pelo tipo de publicidade gráfica e mesmo televisiva, pretendia-se obviamente conotar este produto com uma classe sofisticada, média alta, de gostos requintados. A verdade é que à força de uma publicidade intensiva e reiterada ao longo das últimas décadas, a “Planta” conquistou a sua fama e ainda hoje é reconhecida como uma popular e respeitável marca e produto.
Quanto à “Serrana”, parece que ainda se fabrica e comercializa embora já por outra empresa por força das mudanças empresariais.
Sabe-se que a margarina “Serrana” foi registada no longínquo ano de 1929 pela então Sociedade de Alimentação, esta com origens no Porto. Quase quarenta anos depois, em 1966 a marca passou para a propriedade da CSM Iberia, S.A., no presente CSM Portugal. De resto esta mesma empresa registou uma marca que também foi sendo falada mas sem atingir a popularidade da sua "irmã". Trata-se da marca "Chefe", registada em 1956 e que também ainda se fabrica. Já em 2002 a CSM Portugal adquire a FIMA, uma fabricante de óleos e produtos alimentares e muda o seu nome para BakeMark Portugal S.A.

A Serrana, com a sua publicidade (abaixo) centrada numa jovem, fresca e airosa, com trajes campestres, procura obviamente transmitir uma imagem associada ao campo, à natureza e às coisas frescas e saudáveis. Teria mesmo estes atributos a margarina?

margarina_serrana_sn_2

1 comentário:

  1. Há outro anúncio parecido. A jovem é a actriz Guida Maria (mãe da Julie Sergeant). Segundo um ou outro comentador do blog Dias Que Voam o sabor não era dos melhores. http://diasquevoam.blogspot.pt/search?q=serrana

    ResponderEliminar

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

Talvez queira rever: