21/08/2018

La Pandilla




Durante quase toda a década de 1970, era êxito no panorama musical espanhol, latino-americano e mesmo no português, a banda "La Pandilla", um grupo juvenil formado em Espanha em 1970, com um estilo pop ligeiro muito na senda da também popular banda espanhola "Los Ángeles".

A banda foi formada por Pepa Aguirre, dela fazendo parte sua sobrinha Mari Blanca Ruiz Martínez de Aguirre, sua filha Mari Nieves e seu filho Santiago (Santi) e ainda dois outros rapazes, Juan Carlos e Francisco Javier Martínez Navarro. Em 1974, já numa fase em que o timbre das vozes se começavam a alterar em virtude do avanço na idade dos adolescentes, o grupo foi renovado e em substituição de alguns deles entraram para o grupo os gémeos Ruben e Javi Lopez e Gabriel (Gaby) Jimenez. O grupo continuou a gravar discos até 1977 e a envolver-se em momentos televisivos. 

O seu primeiro trabalho discográfico, "Villancilos", teve lançamento em 1970. Dos muitos êxitos, alguns lançados em Portugal pela Movieplay, de maior sucesso e que ficou pelos "ouvidos", talvez o tema "Amarillo", do EP homónimo de 1972 e "Zoo Loco" de 1973, este que foi dos discos mais vendidos.

Pela web há bastante informação sobre o grupo, nomeadamente na sua página de fãs.

Em Portugal as bandas infanto-juvenis nunca foram muitas, pelo menos com grande projecção e gravações, mas ainda assim é possível fazer referência aos Mini Pop, formados um pouco antes que os "La Pandilla" e posteriormente os "Queijinhos Frescos" de Ana Faria, os "Onda Choc", ainda pela mão de Ana Faria e os Ministars.

Formações de "La Pandilla:

Maria Blanca Ruiz Martinez (de 1970 a 1977)
Francisco Javier Martinez (de 1970 a 1977)
Juan Carlos Martinez (de 1970 a 1974)
Nieves Martinez (de 1970 a 1974)
Santi Martinez (de 1970 a 1974)
Gabriel Jiménez González (de 1974 a 1977)
Francisco Javier López (de 1974 a 1977)
Rúben López (de 1974 a 1977)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

TALVEZ QUEIRA REVER