03/07/2020

Chã Namúli


Cartaz publicitário do ano de 1941 ao Chã Namúli.

Não há muitas informações sobre este emblemático Chã Namúli, que foi muito popular em décadas passadas, tal como o Chã Li-Cungo, este produzido pela Companhia da Zambézia, em Moçambique. 

Pelo que foi possível pesquisar, o Li-Cungo teve sucesso e muita venda no nosso país depois de ser introduzido em meados dos anos 1930 com campanhas publicitárias que incluíam a oferta de amostras do produto e serviços de chã em louça contra a entrega de embalagens vazias do chã. Alguns destes serviços, bules e chávenas, foram produzidos pela Fábrica de Louças de Sacavém e são hoje objectos de colecção..

O reiterado clima de guerra civil em Moçambique logo após a sua independência terá dado um golpe fatal na empresa produtora e com a destruição dos campos onde se cultivava o chã, perdendo por isso a sua projecção. Todavia, há informações de que em algumas lojas especializadas, tanto o Li-Cungo como o Namúli ainda aparecem de quando em vez. 

O chã Namúli deve o seu nome ao monte Namúli,  a segunda montanha mais alta de Moçambique e a mais alta da província da Zambézia, com uma altura de 2419 m de altura.



Sem comentários:

Publicar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.