Ano novo com Clarim

 

clarim_sabao

- Cartaz publicitário de Junho de 1972 – clicar para ampliar

Bem sabemos que as nódoas deste ano de 2010 não se lavarão nem com a mais corrosiva das lixívias nem com o mais potente dos detergentes, muito menos com o delicado sabão Clarim.
A crise que dizem que é global e que é chapéu para toda a cabeça mal governada, o desemprego que teima em não descer e as gravosas medidas de austeridade, são realmente nódoas profundas no nosso lençol social.
Apesar disso, sendo hoje o último dia dessa mal-amado ano de 2010, esperemos que a sujidade de 2011 seja leve e superficial para que até possa ser lavada e perfumada com o saudoso sabão Clarim.
Para todos os visitantes, de modo especial os nossos mais fiéis leitores, votos sinceros de boas saídas, melhores entradas e um ano de 2011 melhor do que aquele que agora finda.

 


Comentários

Mensagens populares deste blogue

Una, duna, tena, catena...

A Comunhão Solene ou Profissão de Fé

Revista Novela Filme - O homem que fazia chover

Pub-CF