23/10/2018

Brilhantina REFLEXA


Cartaz publicitário à brilhantina "REFLEXA". Publicado numa revista da época, em 1943.

Muito na moda por esses tempos, sobretudo nos anos 40 e 50 e até aproximadamente à década de 1970, a brilhantina caiu muito em desuso e apenas teve uma espécie de ressurgimento há uma dezena de anos com produtos algo similares mas diferentes como a mousse e gel fixador, mas aparentemente voltou à estaca zero. Talvez daqui a mais alguns anos a moda volte. 
A brilhantina era ao fim-e-ao-cabo uma pomada composta essencialmente por parafina líquida, vaselina e óleos minerais, que servia para modelar o cabelo e dar-lhe um aspecto brilhante.

Quanto à Zinália, a perfumaria que então a comercializava ( e produzia?), com sede na Rua Augusta em Lisboa, parece que ainda existe e terá sido fundada nos anos 30 por António Ferreira Pinto.  Também  existe  uma outra nas Caldas da Rainha fundada igualmente pelo António Ferreira Pinto e um farmacêutico das Caldas, Custódio Maldonado Freitas.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os comentários estão sujeitos à prévia aprovação por parte do autor do blog.

TALVEZ QUEIRA REVER